sábado, 31 de julho de 2021

Buba Espinho - concerto em Barrancos (quinta-feira, 12 de agosto)

 

Censos 2021 - "Barrancos é o concelho do país que perdeu mais população"

Segundo a reportagem da SIC, do passado dia 29 de julho, que andou pela Vila à procura de reações sobre o resultado dos censos 2021, confirmando que "são cada vez menos as pessoas que passeiam pelas ruas de Barrancos, no distrito de Beja."

João Carlos Durão, entrevistado pela SIC (a partir do 2'28"), organizador do debate
com os candidatos à Câmara Municipal de Barrancos, na Praça da Liberdade, no dia 2 de setembro, às 21h00.
(Fonte: SIC, 29/07/2021)

sexta-feira, 30 de julho de 2021

Eleições Autárquicas 2021 - CDU divulgou candidatos à Câmara Municipal de Barrancos

A CDU, sob o lema "peloquenosune", divulgou esta tarde os três primeiros candidatos à Câmara Municipal de Barrancos: Leonel Rodrigues, Cláudia Costa e Dinis Garcia.

Eleições Autárquicas 2021 - Coligação "Tempos de Mudança", Barrancos, entregou listas no tribunal de Moura

A Coligação "Tempos de Mudança", formada pelo PSD/CDS-PP, entregou hoje no tribunal de Moura o processo de candidatura às Eleições Autárquicas em Barrancos, para os órgãos AM, CM e AF/JF.

Fonte: "Tempos de Mudança", Barrancos

Em Barrancos pouca gente vive: no lugar dos touros de morte e do Zé Maria, há um médico, não há cinema nem emprego, a escola acaba no 9.º

O extenso título, pouco original e confuso, é da reportagem de hoje do semanário Expresso, que vale pelas fotografias.

E tem razão o presidente da câmara, J Serranito Nunes, quando questiona para que terá servido o Ministério da Coesão Territorial e a sua secretaria de Estado da Valorização do Interior!...

Convívio/tapeu no bar/bufete da Sociedade

João Serranito Nunes, presidente da Câmara


Miguel Dias e Cláudia Machado assumiram a concessão da Sociedade Recreativa e Artística Barranquense
 
"O homem do peixe, da Vidigueira"
Fotos: Ricardo Nascimento, Expresso

COVID 19 - "Plano de libertação" continua a proibir feiras, festas e romarias

O plano de levantamento gradual das medidas de combate à pandemia, ontem aprovado pelo governo, continua a proibir a realização de feiras, festas e romarias populares, pelo menos até outubro (3ª fase). 

Recorde-se que as Festas de Barrancos 2021, previstas para 28 a 31 de agosto, estavam já canceladas por decisão da Comissão de Festas de Nossa Senhora da Conceição, tal como a de 2020.

quinta-feira, 29 de julho de 2021

COVID 19 - aprovado o plano para levantamento gradual das medidas de combate à pandemia

O Conselho de Ministros aprovou uma resolução que prorroga a situação de calamidade em todo o território nacional continental até às 23h59 do dia 31 de agosto de 2021 e altera as medidas aplicáveis.

O diploma, que entra em vigor a 1 de agosto de 2021, estabelece um novo regime de desconfinamento que passa a ser igual em todo o território continental. O diploma define as novas fases no âmbito da estratégia gradual de levantamento de medidas de combate à pandemia da doença COVID-19, que considera vários fatores, incluindo a percentagem de população com vacinação completa.

Assim, e tendo por base a evolução da vacinação em Portugal, o Conselho de Ministros estabeleceu três fases para o levantamento de medidas:

Fase 1: Mais de 50% da população com vacinação completa (1 de agosto)

- eliminam-se as limitações à circulação na via pública a partir das 23h;

- mantêm-se as regras atuais referentes a medidas sanitárias e de saúde pública (designadamente as relativas ao confinamento obrigatório, ao uso de máscaras ou viseiras, ao controlo da temperatura corporal e à realização de testes), bem como as medidas aplicáveis em matéria de tráfego aéreo, aeroportos e fronteiras terrestres, marítimas e fluviais;

- os espetáculos culturais em recintos de natureza fixa passam a ter uma lotação de 66% da respetiva capacidade;

- reabrem-se a generalidade das instalações, estabelecimentos e equipamentos que estavam encerrados, com exceção das discotecas, salões de dança ou de festa ou outros locais ou instalações semelhantes, e dos desfiles e festas populares ou manifestações folclóricas ou outras de qualquer natureza;

- os bares e outros estabelecimentos de bebidas sem espetáculo, com sujeição às regras estabelecidas para o setor da restauração e similares, desde que observem as regras e orientações em vigor e as especificamente elaboradas pela Direção-Geral da Saúde;

- o teletrabalho passa a ser recomendado em todo o território nacional, sempre que as funções em causa o permitam;

- os estabelecimentos de restauração e similares ou os equipamentos culturais e desportivos passam a funcionar de acordo com o horário do respetivo licenciamento, com o limite das 02h, ficando excluído o acesso ao público para novas admissões a partir da 01h;

- no que respeita ao número de pessoas por mesa nos restaurantes, passa a aplicar-se em todo o território nacional continental a regra do máximo de 6 pessoas por mesa no interior ou 10 pessoas nas esplanadas;

- passam a ser aplicáveis em todo o território nacional as regras que vigoravam nos municípios de risco elevado e muito elevado relativamente à testagem ou apresentação de certificado Digital Covid para efeitos de serviço de refeições no interior dos estabelecimentos de restauração, aos sábados, domingos e feriados, bem como às sextas-feiras a partir das 19:00h;

- para o acesso a estabelecimentos de jogos de fortuna ou azar, casinos, bingos ou similares e a termas, spas ou estabelecimentos afins aplicam-se as regras previstas para o acesso aos estabelecimentos turísticos ou de alojamento local (apresentação, pelos clientes de Certificado Digital COVID ou de um teste com resultado negativo);

- no que respeita à atividade física, passa a ser permitida em todo o território nacional continental a prática de atividade física ao ar livre e em ginásios e academias, sendo que para a realização de aulas de grupo passa a ser necessária a apresentação de Certificado Digital COVID ou de um teste com resultado negativo.


Fase 2: Mais de 70% da população com vacinação completa (a partir de setembro):
Fim da obrigatoriedade do uso de máscara em espaços públicos ao ar livre;
- Restaurantes, cafés e pastelarias passam ter limite máximo de oito pessoas por grupo no interior e 15 pessoas por grupo em esplanadas;
- Serviços públicos sem marcação prévia;
- Espetáculos culturais com 75% de lotação;
- Eventos (nomeadamente casamentos e batizados) passam a ter limite máximo de 75% da lotação.
- Bares sujeitos às regras da restauração.


Fase 3: Mais de 85% da população com vacinação completa (a partir de outubro)
- Restaurantes, cafés e pastelarias sem limite máximo de pessoas por grupo, quer no interior quer em esplanadas;
- Estabelecimentos e equipamentos sem limites de lotação;
- Espetáculos culturais sem limites de lotação;
- Eventos (nomeadamente casamentos e batizados) deixam de ter limites de lotação;
- Bares e discotecas reabrem atividade habitual mediante apresentação de Certificado Digital COVID da UE ou de um teste com resultado negativo.

A monitorização da evolução da pandemia continuará a ser feita com base nos indicadores de incidência e Rt, agora adaptados de acordo com a evolução da vacinação (nível de alerta passa para 240, nível de risco passa para 480).

Recorde-se ainda que DGS e INSA publicam semanalmente a informação relativa à transmissão (incidência, RT e positividade), gravidade (incidência para maiores de 65 anos) e capacidade de resposta do SNS (taxa de ocupação de enfermarias e UCI).

Eleições Autárquicas 2021 - CDU Barrancos entregou listas no tribunal de Moura

 A CDU procedeu hoje à entrega da lista de candidaturas às Eleições Autárquicas em Barrancos, para os órgãos AM, CM e AF/JF.

Censos 2021 confirmam redução da população de Barrancos - 399 indivíduos ou - 21,8% de habitantes!

Os resultados dos Censos 2021, ontem divulgado pelo INE, agravam a tendência de regressão populacional de Barrancos, iniciada na década de 1950-60 com os primeiros "surtos" migratórios, nacional (Lisboa e arredores) e estrangeiro, nomeadamente França (fig1).

Os dados de 2021 (fig2) são "piores do que o eB esperava" -  uma redução de -21,8% de população (-399 habitantes), passando de 1834 residentes (2011) para 1435 residentes (2021), confirmando-se o "cenário extremo, de catástrofe" com repercussões, a curto prazo, no estatuto territorial. Para comparar o trambolhão de 2021 (- 21,8%) temos de regressar aos censos de 1970, no caso pouco fiáveis, onde a queda oficial foi de - 23,88%.

Ainda, segundo o INE, todos os municípios da "nossa" zona/região tiveram perdas de população (fig2), entre -9,1% (Alvito) e -12,5% (Moura), -12,8% (Vidigueira), sendo Barrancos aquele que verificou o maior decréscimo a nível nacional -21,8% (fig3).

Confirmados os dados negativos sobre a evolução populacional, será este o principal constrangimento (ou desafio) do próximo executivo municipal, com repercussões ao nível financeiro já no orçamento de 2022, com a redução significativa das transferências do fundo de equilíbrio financeiro (FEF). Pouco depois (re)começará o debate politico sobre o modelo de organização administrativa do território, que será preciso rebater e combater. Haja capacidade para isso.

Chegados a este ponto ficam algumas questões para resolver, entre elas: 1) Que modelo de desenvolvimento precisamos para Barrancos (e para o Alentejo)? 2) Como reverter esta situação na próxima década? 3) Com (I)migrantes, numa terra de (E)migrantes? 

Fig1 - Evolução da população (1900-2021)
Fig2 - resultados dos censos 2021 - Barrancos
Fig3 - resultados dos censos 2021 - municípios da zona/confinantes
Fig4 - evolução comparativa da população maior crescimento/decréscimo

terça-feira, 27 de julho de 2021

Manual do Sistema de Certificação Energética dos Edifícios (SCE)

Pelo despacho nº 6476-H/2021-DGEG, foi aprovado o Manual do Sistema de Certificação Energética dos Edifícios (SCE), que contém o conjunto de regras e orientações para a instrução, condução e conclusão dos processos de avaliação do desempenho energético dos edifícios. 

O Manual SCE encontra-se disponibilizado, para consulta, nos sítios da internet da Direção-Geral de Energia e Geologia e da ADENE - Agência para a Energia.

Sobre o assunto veja-se ainda o Decreto-Lei nº 101-D/2020, de 7/12, que estabelece os requisitos aplicáveis a edifícios para a melhoria do seu desempenho energético e regula o Sistema de Certificação Energética de Edifícios, transpondo a Diretiva (UE) 2018/844 e parcialmente a Diretiva (UE) 2019/944 e as Portarias nº 138-G/2021 a 138-I/2021, todas de 1/7.



segunda-feira, 26 de julho de 2021

Barrancos contrata Lendias de Encantar para organização do "Festival BA"

A  Associação Lendias de Encantar, de Beja, foi a entidade contratada pela câmara de Barrancos para promover a organização dos 12 espetáculos artísticos integrados no âmbito da "programação cultural em rede do Baixo Alentejo", pelo preço de 30 mil euros.

De acordo com a CIMBAL, “o projeto assume-se como uma resposta para a retoma e manutenção das atividades culturais e artísticas, tendo em conta os prejuízos decorrentes da suspensão total ou parcial de atividade cultural no contexto da pandemia COVID-19, envolvendo um conjunto alargado de profissionais da cultura do Baixo Alentejo”, dos quais quatro espetáculos já passaram por Barrancos, o último deles (Pedro Mestre), no passado dia 22 de julho.

Ainda, segundo a CIMBAL, a “Programação Cultural em Rede no Baixo Alentejo”, será financiada pelo FEDER, à taxa de 100%, numa parceria alargada que integra os 13 Municípios que promovem o Festival BA.

domingo, 25 de julho de 2021

Evocando Otelo Saraiva de Carvalho

Morreu hoje Otelo Saraiva de Carvalho, um dos principais estrategas do 25 de Abril, que o Presidente da República evoca num curto comunicado publicado no site da Presidência, onde recorda que "ainda (é) cedo para a História o apreciar com a devida distância. No entanto, parece inquestionável a importância capital que teve no 25 de abril".

Entre uma e outra placa (mensagem) vai uma grande diferença... de português!


Imagens tiradas na internet ao acaso

sexta-feira, 23 de julho de 2021

Incentivo para fixação de trabalhador do Estado no interior "vale 4,77 euros/dia"!

O governo, através da Portaria nº 135/2021, de 29/6, procedeu à fixação da compensação pecuniária a atribuir aos trabalhadores deslocados para os territórios do interior "no valor de de 4,77 euros, correspondente à duplicação do subsídio de refeição, para cada trabalhador, sendo atribuída no máximo durante 3 anos".

Com esta exorbitância, haverá algum funcionário público que esteja interessado em ir trabalhar para o interior, de acordo com o Decreto-Lei nº 40/2020, de 17/7?

(imagem daqui)

quinta-feira, 22 de julho de 2021

COVID 19 - sexta prorrogação da declaração de calamidade, com alteração de medidas, até 8 de agosto de 2021

O Conselho de Ministros aprovou uma resolução que prorroga a situação de calamidade em todo o território nacional continental até às 23h59 do dia 8 de agosto de 2021 e altera as medidas aplicáveis a determinados concelhos.

Tomando por base os dados relativos à incidência por concelho à data de 21 de julho, foram introduzidas alterações no que respeita aos municípios abrangidos por cada uma das fases de desconfinamento:

- As medidas de risco elevado aplicam-se aos municípios de Águeda, Alcobaça, Alcoutim, Amarante, Anadia,  Arruda dos Vinhos, Avis, Barcelos, Bombarral, Braga, Cadaval, Caldas da Rainha, Cantanhede, Cartaxo, Castelo de Paiva, Castro Marim, Chaves, Coimbra, Constância,  Elvas, Estarreja, Fafe, Felgueiras, Figueira da Foz, Guarda, Guimarães, Leiria, Marco de Canaveses, Marinha Grande, Mogadouro, Montemor-o-Novo, Montemor-o-Velho, Murtosa, Óbidos, Ourém, Ovar, Paços de Ferreira, Paredes de Coura, Penafiel,  Porto de Mós, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santa Maria da Feira, Santarém, Santiago do Cacém, São João da Madeira, Serpa, Torres Vedras, Trofa, Valpaços, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Real, Vila Viçosa e Vizela. 

- As medidas de risco muito elevado aplicam-se aos municípios de Albergaria-a-Velha, Albufeira, Alcochete, Alenquer, Aljustrel, Almada, Amadora, Arraiolos, Aveiro, Azambuja, Barreiro, Batalha, Benavente, Cascais, Espinho, Faro, Gondomar, Ílhavo, Lagoa, Lagos, Lisboa, Loulé, Loures, Lourinhã, Lousada, Mafra, Maia, Matosinhos, Mira, Moita, Montijo, Nazaré, Odivelas, Oeiras, Olhão, Oliveira do Bairro, Palmela, Paredes, Pedrógão Grande, Peniche, Portimão, Porto, Póvoa de Varzim, Santo Tirso, São Brás de Alportel, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Silves, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Tavira, Vagos, Valongo, Vila do Bispo, Vila Franca de Xira, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Real de Santo António e Viseu aplicam-se as medidas de risco muito elevado.

- aos restantes municípios aplicam-se as regras da fase 1.

Entram em alerta os municípios de Aljezur, Almeirim, Almodôvar, Amares, Beja, Bragança, Celorico de Basto, Cinfães, Cuba, Entroncamento, Esposende, Évora, Freixo de Espada à Cinta, Mealhada, Miranda do Douro, Mirandela, Montalegre, Moura, Odemira, Oliveira de Azeméis, Pombal, Ponte de Lima, Póvoa de Lanhoso, Resende, São João da Pesqueira, Tomar, Torres Novas, Vale de Cambra, Vila Pouca de Aguiar


quarta-feira, 21 de julho de 2021

Cancelada a Festa/Fêra de Barrancos 2021

---
Transcrição do

COMUNICADO
(Cancelamento das Festas/Fêra de Barrancos 2021)

A Comissão de Festa em Honra de Nossa Senhora da Conceição de Barrancos 2019/2021 informa a população de Barrancos que, pelos motivos sobejamente conhecidos, relacionados com os constrangimentos do combate à Pandemia Covid19, resolveu cancelar as Festas/Fêra de Barrancos 2021.

A Comissão de Festas, tal como todas as associações e entidades locais, não conseguiram realizar nenhum evento, desde março de 2020. 

O cancelamento da Fêra/Festa de 2021, tal como a de 2020, já era expetável tendo em conta a impossibilidade de realização de eventos relacionados com a nossa tradicional fêra/festa. A “nossa” Fêra/Festa, tem características próprias e, nas suas singularidades, é impossível controlar acessos e entradas e/ou garantir o distanciamento físico.

Fazer uma “pequena” Fêra/festa, só para “marcar calendário”, nunca esteve nos planos desta Comissão de Festas. Em 2019 assumimos o encargo de organizar as Festas de Barrancos de 2020. Não foi possível. Mantivemos o compromisso de organizar a Fêra/Festa de 2021. Lamentavelmente, a situação epidemiológica Covid19 não está controlada, não havendo, por isso, condições sanitárias para concretizar o objetivo de 2021. A saúde da população está e continuará a estar em primeiro lugar.

Infelizmente, será o segundo ano consecutivo sem o reencontro da Família Barranquenha. Sem a Fêra/Festa. Esperamos que em 2022 seja possível ultrapassar esta maldita Pandemia.

Para dar continuidade à tradição, é necessário que haja uma comissão organizadora das festas – a Comissão de Festas Nossa Senhora da Conceição de Barrancos. Neste sentido, podem os jovens locais, rapazes ou raparigas, maiores de 18 anos, disponibilizar-se para formar a Comissão Organizadora da Fêra/Festa 2022, bastando para o efeito comunicar o seu nome junto de qualquer elemento da CF 2019/2021. Na Missa do dia 28 de agosto, Feriado Municipal, pretendíamos divulgar os nomes dos elementos da “nova comissão de Festas”*.

Neste momento, continuamos a viver tempos difíceis. Temos de continuar a cuidar da saúde, de toda a Comunidade.

Barrancos, 21 de julho de 2021

A Comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora da Conceição de Barrancos - 2019/2021

ass) Fernando Bergano (tmv 917767328), José Gaspar (tmv 966848938 e Manuel Cortegano (tmv 967213403)

_____________________________________
* Caso não tenha sido apresentada nenhuma lista com novos elementos (masculinos e femininos) para a Comissão de Festas NS da Conceição 2021/2022, a comissão atual não irá “abandonar o barco”, comprometendo-se a organizar a fêra/festa de 2022, reconstituindo a equipa até 7-10 elementos.

Festival BA em Barrancos IV (Pedro Mestre) na praça da Liberdade, amanhã, dia 22 de julho, a partir das 22h00

 

CMB ordena devolução de taxa cobrada a um munícipe - Alvissaras a quem consiga perceber o monumento decisório

As atas das reuniões dos órgãos do município de Barrancos, no caso da Câmara Municipal e da Assembleia Municipal, podem ser consultadas no sítio eletrónico da CMB, na página "Autarquia". É ali onde podemos encontrar a deliberação nº 62/CM/2021, de 14/5, ao abrigo da qual, segundo parece, a CMB resolveu devolver a um munícipe o valor de uma taxa alegadamente "mal cobrada", acrescida de juro!

Não entrando em razões de justiça ou de justeza, dão-se alvissaras a quem consiga perceber os 20 pontos do "monumento" decisório, o motivo que justificou a sua devolução, ou ainda se foi uma decisão oficiosa ou a pedido do interessado. Será caso único? A decisão aplica-se a todos os casos semelhantes, automaticamente ou precisa de reclamação de potenciais interessados?

(decisão da CMB, citada no texto)

terça-feira, 20 de julho de 2021

Barrancos Futebol Clube apela aos sócios para regularizarem pagamento de quotas em atraso

O comunicado, com a listagem dos associados com quotas em atraso pode ser consultado 
na sede do BFC, e na Sociedade dos Rapazes, donde foi tirada a foto da imagem.
Para mais informação contactar o BFC pelo telf. 962 906 765 ou email  barrancosfc1982@gmail.com

Tempo e temperatura em Barrancos

Às 8h00, o céu de Barrancos estava nublado, 17ºC de temperatura (pode chegar aos 33ºC), vento ON, 5 km/h, humidade de 94%, e pressão atmosférica de 1016 hpa.

vista parcial de Barrancos

segunda-feira, 19 de julho de 2021

COVID 19 - Barrancos novamente com zero casos ativos

Fonte: CMB/SMPC

Eleições Autárquicas 2021 - Rui Domingues é o mandatário financeiro da coligação "Tempos de mudança"

Rui Miguel Ramos Domingues, 37 anos, militante do PPD/PSD desde 2004, desempenhando desde então vários cargos na estrutura local e regional do Partido, é o mandatário financeiro da coligação PSD-CDS/PP "Tempos de Mudança", Barrancos.

Rui Domingues, é atualmente técnico Gestor de Projetos no Secretariado Conjunto do Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha/Portugal, em Badajoz e, segundo afirma, "apesar de trabalhar noutro país, o amor pela sua terra falou mais alto e desde o primeiro momento que se mostrou disponível para aceitar o desafio." Em 2013, "assumiu sem medo e por vontade própria a candidatura à Assembleia Municipal de Barrancos nas Eleições Autárquicas que decorreram nesse ano".

Workshop - transferência de competências para as autarquias locais - que papel para as Redes Sociais do distrito de Beja?

dia 22 de julho, 15h00 -17h00

Programa

15.00h - Sessão Abertura_ Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portuga

15.10h - A transferência de competências para as autarquias: desafios para as Redes Sociais em Beja

Paulo Teixeira – Sociólogo, com experiência de trabalho na área da intervenção social e da avaliação em Portugal e a nível internacional.

Deolinda Seno – Vereadora na Câmara Municipal de Odemira na área da Ação Social e Presidente do Conselho Local de Ação Social de Odemira

16.00h – Debate

16.30h – Encerramento


Destinatários: Profissionais de intervenção social e comunitária em particular os membros dos

 CLAS das Redes Sociais do Distrito de Beja


Local: Videoconferência através da plataforma Zoom

Inscrições: Gratuitas, com limite de 100 participantes, formalizadas até dia 20 de julho

através do seguinte formulário: 

https://docs.google.com/forms/d/1uJtnhaM6Hrc7S1YHZrmf_F0aGRuOcQl53uvq7RhUbIQ/edit


Organização
ND BEJA da EAPN Portugal

Eleições Autárquicas 2021 - portal Sapo com informação relevante sobre todos os municípios

Em ano de eleições autárquicas, a Pordata lançou uma nova área de informação no seu site, dedicada aos 308 municípios de Portugal, incluindo Barrancos.

dados - Barrancos


Balcão Único do Prédio ainda não "chegou" a Barrancos

 O BUPi surgiu em 2017, na fase piloto, com o intuito de conhecer o território português de forma simples e inovadora e está assente em 4 objetivos:
- ordenamento do território;
- valorização de recursos;
- identificação dos proprietários; e
- prevenção dos incêndios.
O BUPi (Balcão Único do Prédio) é uma plataforma dirigida aos proprietários de prédios rústicos e mistos, que permite mapear, entender e valorizar o território português, de forma simples e gratuita. Começou em 2017 como um projeto piloto em 10 Municípios. Após o seu sucesso, está agora a ser expandido progressivamente a todo o país.


domingo, 18 de julho de 2021

Eleições Autárquicas 2021 - António Tereno é o mandatário da lista CDU

António Pica Tereno, antigo presidente da câmara municipal de Barrancos, é o mandatário da candidatura CDU às eleições autárquicas 2021 Barrancos.

Para António Tereno, a lista da CDU, com o Leonel Rodrigues, cabeça de lista à CMB, de José Manuel Côco Rodrigues, à AMB e de Idália Pica à AM/JF, "é uma equipa jovem, dinâmica mas com muita maturidade, que sabe que este é o momento de relançar a esperança de todos no Futuro que Barrancos merece e os Barranquenhos precisam mais que nunca."

Projecto Tauromaquia Património Cultural já tem site on-line

Embora o projeto não tenha ainda sido oficialmente apresentado, a candidatura da Tauromaquia a Património Cultural de Portugal já tem site online.

O site pretende ser uma plataforma que constitui o inventário nacional da tauromaquia, que embora ainda incompleto contempla já grande parte da história da tauromaquia em Portugal. O site contempla também uma Plataforma, que pretende ser uma “Wikipédia Taurina”, contendo todos os conteúdos taurinos, bem como todas as explicações sobre os mesmos.

O projecto foi desenvolvido no âmbito do Orçamento Participativo de 2017, e foi elaborado por investigadores de uma universidade de Lisboa, que o vão agora submeter à Direção-Geral do Património Cultural, que o analisará e tomará depois a decisão de integrar, ou não, a tauromaquia no inventário nacional.


Eleições Autárquicas 2021 - coligação PSD-CSD/PP Barrancos "espera" contributos para o programa de governo municipal

mais informação aqui

sábado, 17 de julho de 2021

II Cachondeu em Barrancos R4 - recuerdos de há cinco anos!


 

Evolução do desemprego em Barrancos - de março 2018 a abril 2021

Retomando as séries de noticias sobre o desemprego em Barrancos, suspensas desde março de 2018, verificamos a seguinte evolução em relação às pessoas inscritas no IEFP (com base nas estatísticas mensais/concelho):

- Em março de 2018: 161 desempregados (94 mulheres);
- Em junho de 2019: 74 inscritos (42 mulheres); 
- Em dezembro de 2019: 87 desempregados (51 mulheres); 
- Em abril de 2020: 101 pessoas desempregadas (54 mulheres); 
- Em junho de 2020: 107 desempregados (51 mulheres);
- Em abril 2021: 108 desempregados (74 mulheres).

Segundo os dados de abril de 2021, o último trimestre, dos 108 desempregados (imagem I), 26 têm menos de 25 anos, 19 pertencem ao grupo etário dos 25-24 anos, 41 ao grupo dos 35-54 e 22 têm mais de 55 anos. Por níveis de escolaridade (Imagem II), o maior número de desempregados (62), têm o ensino secundário, havendo apenas um com ensino superior. Registaram-se mais oito novos inscritos, e nenhuma colocação (imagem IV)

Não havendo dados disponíveis sobre a população ativa de Barrancos, em abril de 2021, não é possível calcular a taxa de desemprego na mesma data.

Entretanto, na falta de dados sobre a população ativa, há um outro indicador importante que devemos ter presente: a estimativa de população do INE, que o eB há dias divulgou, que tem vindo sempre a diminuir nestes últimos 10 anos: de 1807 habitantes (2011) para 1623 (31/12/2020)!

De acordo com o INE, a taxa de desemprego nacional situou-se em 7,1%, no 1º trimestre 2021. O INE não divulga as taxas de desemprego/município.

(Imagens I a IV - Estatísticas IEFP, 2021)