domingo, 28 de fevereiro de 2021

COVID 19 - Atenção: O agendamento da vacina não é feito ao domicílio

 Se lhe baterem à porta para fazer o agendamento da vacinação, não abra a porta e contacte a GNR.


Unidade
Posto Territorial de Barrancos
Endereço
Rua da Igreja, 20, 7230-023 Barrancos
TelFixo
285958112
Fax
285958899
Email
ct.bja.dmra.pbrs@gnr.pt  
  

Casa à venda em Barrancos - Rua Dona Bela Pulido

Constituída por R/c e 1º andar, com saída para a  Rua do Poço Novo.
Contactos: Tmv - 966 160 989 - 962 884 694
alçado principal, Rua Dona Bela Pulido, nº 9
alçado posterior, Rua do Poço Novo

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Projeto “Tauromaquia a Património Cultural de Portugal”

Foi apresentado no passado dia 17 de fevereiro, parte do da candidatura à Corrida de Toiros ao Registo Nacional do Património Cultural Imaterial de Portugal.

Este projeto, promovido pela Associação de Tertúlias Tauromáquicas de Portugal, foi dirigido por Luís Capucha em parceria com vários investigadores. Participaram também inúmeras caras conhecidas da festa brava em 10 vídeos realizados e editados por José Cáceres.

(Pode seguir aqui todos os episódios do projeto)

Decisões da Assembleia Municipal de Barrancos de 26 de fevereiro de 2021

A assembleia municipal de Barrancos, reunida ontem à noite em sessão ordinária no Cineteatro de Barrancos,  entre as 21h30 e as 23h40, com a presença de 14 dos seus 16 membros*, resolveu:    

1 – Dar posse ao novo membro (PS) António José Ruivo Pica, em substituição de Nelson José Costa Berjano, que renunciou ao mandato.

2 – Eleger, com 10 votos a favor e quatro votos em branco, José Domingos Mendes Marques (PS), para o cargo de Presidente da Mesa da Assembleia Municipal de Barrancos

2.1 - A AMB resolveu, também, com o mesmo resultado, eleger Miguel Ângelo Segão Mondragão (PS), para o cargo de 1º secretário da mesa.

Em consequência desta decisão a Mesa da Assembleia Municipal de Barrancos, para o que resta de mandato, fica composta da seguinte forma:
Presidente - José Domingos Mendes Marques (PS);
1º Secretário: Miguel Ângelo Segão Mondragão (PS);
2º Secretário: Domingos Maria Ruivo Pica (PS).

3 – Aprovar, por unanimidade, as atas da reuniões de 23/12/2020 (ordinária) e 27/01/2021 (extraordinária)

4 – Tomar conhecimento do “expediente diverso e a prestação de informação ou esclarecimentos

5 – Tomar conhecimento da informação escrita do presidente da CMB, acompanhada da análise da situação financeira do município

6 – Aprovar, por sete votos a favor do PS, e sete votos contra (cinco da CDU; um do CDS/PSD e um do PS),  com voto de qualidade do presidente, o “mapa de fluxos de caixa do Município de Barrancos, com integração do saldo de gerência anterior (2020) e a 1ª revisão Orçamental (2021)”

7 – Aprovar, por unanimidade, a 3ª revisão/atualização do Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil do Município de Barrancos

8 – Designar, por maioria, com 11 votos a favor e três votos brancos, Fátima Segão Rubio, como representante da AMB na CPCJ de Barrancos

9 - (aditado à OT): Aprovado, por maioria, com 13 votos a favor e uma abstenção, "um voto de louvor ao cidadão Nelson José Costa Berjano", ex-presidente da AMB.

Notas
*Faltaram dois membros da CDU.
Registou-se a presença de três pessoas de público, sem qualquer intervenção.

Edifício dos Paços do Município de Barrancos.
Foto: Arquivo, eB, 2013

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Assembleia Municipal de Barrancos tem novo presidente

José Domingos Mendes Marques (63 anos), que neste mandato era 1º secretário da mesa (PS), é o novo presidente da assembleia municipal de Barrancos (AMB), em substituição de Nelson José Costa Berjano, que renunciou ao mandato. A eleição decorreu esta noite, pelas 21h45, na primeira sessão ordinária da AMB de 2021, realizada no auditório do cineteatro de Barrancos.

O novel presidente da AMB, Zé Domingos, ex-gerente da agência BES/Novo Banco de Barrancos, tem sido um cidadão socialmente interventivo e comprometido com o movimento associativo local, sendo, nesta data, presidente da direção da Associação Humanitária dos BVB (mandado 2020/2021) e tesoureiro do Lar Nossa Senhora da Conceição de Barrancos (mandato 2018-2022).

A AMB resolveu também, nesta data, eleger Miguel Ângelo Segão Mondragão (PS), para o cargo de 1º secretário da mesa.
Em consequência desta decisão a Mesa da Assembleia Municipal de Barrancos, para o que resta de mandato, fica composta da seguinte forma:
Presidente - José Domingos Mendes Marques (PS);
1º Secretário: Miguel Ângelo Segão Mondragão (PS);
2º Secretário: Domingos Maria Ruivo Pica (PS).
José Domingos Mendes Marques

Fronteira de Barrancos/Encinasola continua encerrada até 16 de março

Segundo a decisão do governo espanhol, hoje publicada no BOE, o controlo de fronteira terrestre entre Portugal e Espanha, é renovado desde as 00h00 do dia 1 de março, até às 23h59 do dia 16 de março de 2021.

Entretanto, segundo o despacho nº 2207/2021-MAI, a fronteira de Barrancos/Encinasola continua como ponto de passagem autorizado, nos dias úteis, das 7 às 9h00 e das 17 às 19h00.

Ponte do barranco de Pedro Miguel, raia fronteiriça
(Fotos; Cortesia leitor eB, 08-04-2020)

PRR - Plano de Recuperação e Resiliência Consulta Pública

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) agora submetido a consulta pública é um amplo documento estratégico, onde estão plasmadas reformas estruturais fundamentais para assegurar a saída da crise pandémica e garantir um futuro resiliente para Portugal

O PRR é de aplicação nacional, com um período de execução até 2026, com recursos que ascendem a cerca de 14 mil M€ de subvenções, um conjunto de reformas e de investimentos que permitirão ao país retomar o crescimento económico sustentado, reforçando assim o objetivo de convergência com a Europa ao longo da próxima década.

(ver mais aqui)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

COVID 19 - estado de emergência renovado até 16 de março

O Presidente da República publicou a sua proposta de decreto para a renovação do estado de emergência para o período de 2 a 16 de março. No essencial, o Presidente da República  mantem o articulado anterior, defendendo, agora, que “o futuro desconfinamento deve ser planeado por fases, com base nas recomendações dos peritos e em dados objectivos, como a matriz de risco, com mais testes e mais rastreio, para ser bem-sucedido”.
Entretanto, o parlamento aprovou esta quinta-feira a 12ª renovação do estado de emergência até 16 de março, para permitir medidas de contenção da covid-19, com os votos favoráveis de PS, PSD, CDS-PP, PAN e da deputada não inscrita Cristina Rodrigues. PCP, PEV, Iniciativa Liberal, Chega e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira votaram contra, enquanto o BE absteve-se.
Adenda

AgroBarrancos presta apoio aos agricultores

Sede-provisória - antigo centro de saúde de Barrancos


Contributo para a História de Barrancos XV – o Tejo

Com a cortesia do seu autor, José Valério, publica-se o  "XV contributo", desta vez baseado em factos reais: 
(...)

Decorria o fim da década de 50 princípio de 60 do século transacto. A vida na província, nomeadamente em Barrancos, era de dificuldades atrás de dificuldades para os mais desprotegidos. Famílias havia com seis e sete pessoas, às vezes mais, que, sem trabalho, nem subsídios de qualquer natureza para colmatar as agruras vividas, tinham que recorrer a todos os meios. Inclusive mandar trabalhar, - servindo em casas de lavradores, - os  filhos e filhas, de tenra idade, crianças ainda, a troco da alimentação e de uns parcos tostões. Estas, sabendo a miséria existente, entregavam tudo que ganhavam aos pais. Neste período, por força das circunstância, houve  um grande êxodo à procura de novos mundos. Partiam com a esperança de verem portas abertas, para sair do obscurantismo em que viviam e  ganharem o suficiente para matar a fome que os assolava na sua terra. Com as partidas, para os  concelhos de Almada, Seixal e Amadora, a grande maioria, obtiveram trabalho e jornas compatíveis, outros para estrangeiro (França, Alemanha, etc.).

Os que cá ficaram continuaram com as sua dificuldades e lamentações por muitos e longos anos.

Mas eis que uma criança, o Pedro (nome fictício), com 15 anos foi trabalhar para casa de uma lavradora como criado, a fim de: acarretar água, com barris de madeira de 12 litros; - encontrou muitas dificuldades em os carregar no burro, já por si alto, pedindo ajuda às pessoas mais velhas que se prontificavam a ajudá-lo - ;andar aos mandados; varrer o quintal; cabanas; serrar lenha para o fogão; etc. Ia para casa da senhora ao nascer do sol e só regressava ao lar depois do jantar. Por norma essas casas tinham sempre um cão de guarda no quintal. Esta não fugia a regra. E quando Pedro começou a prestar serviço existia um corpulento cão. Velhinho, surdo, sem forças, o que fazia era estar deitado. Até que findou o seu ciclo de vida. O Pedro desconhecedor de para onde levaria o animal, foi informado que o carregasse no burro, com a ajuda de um colega e o transportasse para a “cova dos burros”, a céu aberto, situada no barranco da Torrita (baldio) no lado Oeste da Bica, com o mesmo nome, na estrada para a Pipa. Era um local aonde todos os animais mortos iam ter, para alimento das aves sarcófagas e outras, nomeadamente os abutres, com bastante abundância.

A senhora não queria ver o quintal sem um cão. Assim, diligencia, junto de familiares que lhe arranjassem um animal de raça. Ato continuo, um familiar arranjou um cachorro, rafeiro alentejano, que para gaudio da criança era enorme. Brincava com ele, levava-o à água montado no burro, apanhava a arreata e encaminhava o burro onde o miúdo pretendesse ir.

Entretanto o animal cresceu e atingiu a idade de adulto.

Certo dia, a patroa convida uns amigos, ausentes de Barrancos, para passarem um fim-de-semana em sua casa. Os convidados quando chegaram a casa, depois das apresentações, dirigiram-se ao pátio. O animal ao ver aquele rebuliço, não gostou. O que fez: pôs-se atrás da porta e quando as pessoas saíram para o pátio ameaçou-as com um latido grave. Os hóspedes não queriam sair com medo do animal. A patroa chamou o Pedro e disse-lhe para atar o cão. A criança cumpriu as ordens mas, ao cair da tarde o animal foi solto como sempre e a sua intuição era a porta. E toca a colocar-se no mesmo local onde tinha ladrado a primeira vez. A patroa, novamente zangada, disse que ia mandar o cão para o campo. E assim fez.

No dia seguinte o animal é posto em cima do carro de tração animal e levado para o campo. Só que, quando percorridos uns 200 metros, já fora do espaço habitacional, o animal disse que não queria ir mais para frente e saltou do carro regressando à casa que o viu crescer. Para espanto e ao mesmo tempo alegria da criança. Quando a senhora o viu novamente no quintal chamou o jovem e disse-lhe: ─ amanhã vais tu com o tio Chico levá-lo à herdade; Para espanto da criança, mais uma tristeza! No dia seguinte, como ordenado, lá foi o miúdo levá-lo e por lá ficou, com enorme mágoa deste.

A vida continuou normalmente, mas sem cão.

Como tudo na vida, o Pedro cresceu e atingiu a maturidade. Já era capaz de desempenhar funções no trabalho do campo ou outros e despede-se da patroa para ganhar mais alguns tostões.

Entretanto, começou a trabalhar em vários locais e 3 ou 4 anos depois foi trabalhar para a Mina da Apariz saindo de casa às 4 horas e chegando ao trabalho por volta das 6 horas e meia, percurso feito a pé, diariamente, bem como o regresso para casa.

Para espanto, depara-se com um acontecimento atípico. Ao passar por uma herdade, noite escura, cerrada, ouve o ladrar de um cão muito próximo da vereda, que dia-a-dia percorria. Aproximando-se cada vez mais, ladrando e ameaçador, o Pedro apanhou umas pedras e atirou-lhas. Quando se sentiu ameaçado, o animal mais insistiu. Eis que o adolescente se lembrou de imediato que era, ao vê-lo com o pelo russo/branco, o cão que tinha criado e gritou-lhe: Tejo, Tejo, Tejo. O animal deteve-se por alguns segundos e reconhece aquela voz, abrandando a investida e ladrando sumidamente. Caminha em direção ao homem. Este chama-o constantemente pelo nome. Acercou-se, cheirou-o, provocando uma emoção enorme ao saber que estava na presença do seu criador. Começa a saltar-lhe para o peito fazendo-lhe festas, identificando-o reconhecidamente. Ambos celebraram efusivamente o encontro. O criador não esqueceu o sentimento do animal e seguiu o seu destino. Atrás, percorrendo uma distância de uns 100 metros, seguiu o Tejo até que, vendo o distanciamento, regressou ao redil onde se encontravam as ovelhas a seu cargo.

Lições de gratidão que os animais nos transmitem.

Baseado numa história verídica.

Barrancos, 13/02/21 – as) José Peres Valério

(...)

(Foto: Manuel Valério)

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Assembleia Municipal de Barrancos - reúne a 26 de fevereiro, sexta-feira, no cineteatro...

...tendo como assunto principal, a "eleição do presidente da mesa" e a "integração do saldo da gerência de 2020".

(Foto: eB, 23-02-2021)

Fronteira de Barrancos/Encinasola - 283 pessoas passaram, mas 6 ficaram retidas

Segundo o Balanço do controlo nas fronteiras terrestres pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e pela Guarda Nacional Republicana, na fronteira de Barrancos/Encinasola foram controlados 283 cidadãos, dos quais seis viram recusada a passagem, entre 31 de janeiro e 11 de fevereiro de 2021.

fronteira Barrancos/Encinasola, na ponte do barranco de Pedro Miguel
(Fotos: Arquivo eB, 31/01/2021)

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Hasta pública da "pedreira de xisto da lancheira" - adiada para 26 de fevereiro, à mesma hora...

 A arrematação da concessão da exploração da Pedreira de Xistos, prevista para  25/02/2021, às 9h30, "foi adiada para o dia 26 de fevereiro, à mesma hora", nova data da reunião da Câmara Municipal (CMB).

(Fonte: CMB, 23-02-2021)

COVID 19 - em semana de aumento de casos em Barrancos, a DGS baixa o nível para "risco elevado"

Segundo o relatório de situação da DGS, de ontem, 12 de fevereiro (foto1), com dados de incidência cumulada relativa ao período de 3 a 16 de fevereiro de 2021 (últimos 14 dias), o município de Barrancoso baixou  esta semana no mapa de risco, passando de "muito elevado" para "risco elevado", com 428 casos/100 mil habitantes, o que equivale a sete casos ativos. Há uma semana eram 796 casos/100 mil habitantes.

Entretanto, segundo o último "ponto de situação" da CMB (foto2), Barrancos, registava ontem 12 casos ativos, mais 11 casos que na semana anterior, prevendo-se que o próximo relatório da DGS suba outra vez o nível de risco local.

Ainda, de acordo com o reporte da CMB/SMPC, desde o inicio da pandemia, Barrancos registou 75 casos confirmados de infeção SARS-CoV 2/Covid19, dos quais 60 recuperados, tendo a lamentar três mortes.

(Foto1: DGS, 22-02-2021)
(Foto2: CMB, 22-02-2021)

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

COVID 19 - 5% da população de Barrancos estará vacinada

Cerca de 5% da população residente em Barrancos estará, nesta data, vacinada contra a Covid 19. A estimativa do eB, tem em conta os dados da vacinação que têm vindo a ser conhecidos, onde se incluem os utentes e trabalhadores sociais da Estrutura Residencial para Idosos de Barrancos (ERPI Barrancos), com cerca de 75 pessoas e 16 elementos dos BVB (estes, ainda só com primeira dose).

Para adquirir a chamada imunidade de grupo no verão, a tempo da Fêra de Barrancos, teríamos de estar vacinados cerca de 1100 barranquenhos (70%) da população estimada (1640 habitantes/2019), segundo os dados Pordata, o que não será muito difícil, assim as autoridades de saúde o queiram!

domingo, 21 de fevereiro de 2021

Dia Internacioná da Língua Materna - o barranquenho!

O Dia Internacioná da Língua Materna se celebra toduhs os anohs a 21 de febrêro. O têma dehste anoh é "Fomentá o multilinguihmo para a inclusáo na educação e na suciedádi".

Com ehste dia, se pretendi sublinhá a importância e a'h vantagen'h da diversidadi culturál e linguihstíca em suciedádi suhstentábeh. Por otru ládu, serbi para sensibilizá para a tolerância, o rehpêto e a preserbação do patrimóniu culturál e linguihtico doh bários pôbos do mundo.

Em barranquenho nohs entendêmoh. 

                                                               E, em português, também:

O Dia Internacional da Língua Materna celebra-se anualmente a 21 de fevereiro. O tema deste ano é "Fomentar o multilinguismo para a inclusão na educação e na sociedade"

Através deste dia, pretende-se sublinhar a importância e as vantagens da diversidade cultural e linguística em sociedades sustentáveis. Por outro lado, sensibiliza-se para a tolerância, o respeito e a preservação do património cultural e linguístico dos vários povos do mundo.

...

Entretantu a câmara municipá dibulgô ehsta quarta-fêra o prugrama oficiá dha comemuraçõins, que coméção hôji, àhs 11h00, com dehstaqui para o "serão online", àhs nóbi e meia da noiti (21h30). O prugrama, abáxo, não ehstá em barraquenho, mahs vocehs (ou voceses) entendem, não?!

Programa Oficial CMB

Vista geral de Barrancos, 2015
(Foto: JS)

sábado, 20 de fevereiro de 2021

SAVE THE DATE | Webinar Projeto ECOPOL | 25 fev 2021

(mais informação aqui)

Hoje seria o Baile da Pinha 2021

 A pandemia (e não só), cancelou o evento.  Suas Majestades prolongarão o reinado por mais um ano.
Suas Majestades de 2021 - Ruben Marcelo e Helena Pica 

janeiro 2021 - Quente no globo e muito frio em Portugal

O mês de janeiro de 2021 classificou-se a nível global como sendo o sexto janeiro mais quente (igual a 2018) com uma anomalia de +0.24°C em relação à média 1991-2020. Na América do Norte, Groenlândia e sobre o oceano Ártico, as temperaturas estiveram muito acima da média, enquanto na Sibéria foram muito abaixo da média.

Em Portugal continental, janeiro classificou-se como muito frio e seco (Figura 1). A Europa registou uma temperatura média próxima do valor normal, com algumas regiões do Norte da Europa (sul da Noruega e Suécia central) a registaram valores inferiores à média, enquanto as regiões na parte sudeste da Europa a registarem valores acima da média.

Foi o 4º mais frio dos últimos 20 anos com uma temperatura média do ar de 8.02 °C, -0.79 °C em relação à normal 1971-2000 (valor mais baixo em 2006: 7.65 °C).
O valor médio de temperatura máxima foi o 4º mais baixo desde 2000 com um desvio de -0.78 °C em relação à normal e o valor médio de temperatura mínima também foi inferior à normal (- 0.81 °C).
As três primeiras semanas de janeiro foram extremamente frias com valores da temperatura máxima e mínima do ar inferiores ao valor da normal climatológica 1971-2000.

Em Barrancos, segundo os dados da Estação Meteorológica situada nos BVB, o tempo muito frio "expulsou" a chuva para outras latitudes, havendo registos de apenas 55 mm de precipitação, durante todo o mês de janeiro.

Figura 1: Anomalia de temperatura do ar à superfície, janeiro de 2021
(texto e imagens: IPMA)


sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

COVID 19 - 150 vacinas bastam para vacinar todos idosos de Barrancos com mais de 80 anos

Segundo o ministério da saúde, nesta fase em que está ainda em curso a vacinação de grupos prioritários, começaram a ser chamados os idosos  acima de 80 anos, mas também as pessoas com mais de 50 anos, com patologias  que podem potenciar o desenvolvimento da infeção.

Não sei se alguém de direito reparou no caso particular de Barrancos, sobre o qual não se conhece o calendário de vacinação, mas com menos de 150 doses teríamos o universo da população maior de 80 anos vacinada! Com outras tantas doses, vacinavam também os restantes idosos (65-79 anos), que serão cerca de 225 (em 2017).  

No total, Barrancos tinha em 2017, 365 pessoas maiores de 65 anos, sendo que cerca de cinco dezenas moram no Equipamento Residencial para Pessoas Idosas de Barrancos (Lar de Barrancos), estando já vacinadas desde o final da passada semana.

Não se percebe o que estão à espera as autoridades de saúde do Alentejo: com um dia de vacinação e menos de 150 vacinas ficariam os barranquenhos com imunidade de grupo!

(extrato do Diagnóstico Social de Barrancos, 2019, na
parte relativa à população idosa, pág. 114)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Programa oficial da Celebração do Dia da Língua Materna (Barrancos)

Fonte: CMB, facebook

Afinal "houve" Carnaval em Barrancos!

Há dois dias coloquei a dúvida sobre as celebrações do Carnaval em Barrancos, ressalvando que a Associação de Reformados tem sido a única instituição local, juntamente com o Agrupamento de Escolas, que anualmente o recordam.

Em 2021, a maldita pandemia cancelou o desfile escolar, mas a Associação de Reformados de Barrancos não desiludiu e brincou com a situação que estamos a viver: as crianças em casa sozinhas em aulas online e o processo de vacinação dos idosos.

No vídeo, disponível clicando no link da associação, a "menina" Dolores resume muito bem o que milhares de crianças/alunos terão dito nestes dias: "mãe, to farta do tele-tele, tenho saudades das minhas amigas!".

Parabéns à Associação de Reformados de Barrancos, em especial à Dolores e ao seu marido, Charrama, que tão bem souberam parodiar o momento, brincando ao Carnaval e mostrando as brincadeiras ao mundo, através da rede social  facebook

a "menina" Dolores, com os cadernos escolares
a "menina" Dolores, aluna online da Telescola 2021
a "enfermeira" Dolores, e os seu "paciente", marido,
no momento da vacinação Covid 19, aproveitando "as sobras" dos frascos
das vacinas utilizadas no "plano de vacinação dos maiores de 80 anos de Barrancos"!!
em Carnaval2021#doloritalobita7@.com.16-02-2021)  

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Agrupamento de Escolas de Barrancos "procura" docente de Português (Gr 300)

Aviso de abertura de concurso
 (data limite da candidatura 18/02/2021)

COVID 19 - Caraterização demográfica dos casos confirmados em Barrancos

Numa terra pequena, onde dizem que todos nos conhecemos, não foi fácil fazer a caraterização demográfica dos casos confirmados em Barrancos, desde o início da Pandemia.

Com base nos dados recolhidos pelo eB (gráfico 1), podemos confirmar a prevalência de infeção nos grupos mais jovens, abaixo dos 50 anos, que concentra 44 dos 64 casos confirmados (68% do total), sendo os grupos dos 30-39 anos (com 11 casos) e 40-49 anos (12), os mais atingidos. Outro dado relevante, provavelmente associado a infeção de família nuclear, tem a ver com o elevado número de  casos (13) entre crianças e adolescentes dos 0-19 anos, tantos quantos nos grupos de 60 e mais anos. Quantos aos três óbitos a lamentar, todos em 2021, dois terão ocorrido no grupo dos 80 +, e um no grupo 70-79 anos.

Tal como em Barrancos, a nível nacional (gráfico 2) é também nos grupos etários da "meia idade", com predominância para os 40-49 anos, que se regista o maior numero de casos de infeção, sendo a maior diferença nos dois extremos. Quanto aos óbitos, quer a nível local, Barrancos, quer nacional, o maior número absoluto corresponde ao grupo dos 80+ anos de idade.

Recorde-se, segundo o último reporte da CMB/SMPC, que Barrancos regista 63 casos de infeção provocada pelo SARS-Cov-2. Pelas "contas do eB", serão 64 os casos confirmados (cumulativos). Haverá, aqui, uma diferença de interpretação relativo ao registo de um caso atribuído a "residente, temporariamente ausente", provavelmente fora da contagem oficial. Este exemplo local não será certamente diferente de outros com que as autoridades de saúde são confrontadas diariamente, na hora da atribuição da origem de caso!

Saliente-se, por último, que os 64 casos de infeção confirmados, correspondem a 3,84% da população residente estimada (1640 habitantes segundo a Pordata, 2019).

Gráfico 1: Barrancos
(Elaborado por eB, 16-02-2021)
Gráfico 2 - Portugal
(Fonte: DGS, 16-02-2021)
(mais informação aqui)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

O local onde terminam muitos "passeios higiénicos" ...

(foto: eB, 14-02-2021)

COVID 19 - apesar da descida acentuada de casos ativos, Barrancos continua oficialmente em "risco muito elevado"

Segundo o relatório de situação da DGS, de ontem, 15 de fevereiro, com dados de incidência cumulada relativa ao período de 27 de janeiro a 9 de fevereiro de 2021 (últimos 14 dias), o município de Barrancos continua esta semana em situação de "risco muito elevado", com 796 casos/100 mil habitantes, o que equivale a 13 casos ativos. Há uma semana eram 918 casos/100 mil habitantes.

Entretanto, segundo o último "ponto de situação" da CMB, de ontem, segunda-feira, Barrancos registava apenas dois (2) casos ativos, menos 7 casos, que na semana anterior. Dos casos ativos, um recupera no domicilio e outro, adulto jovem, a quem o eB deseja rápidas melhoras, continua em internamento hospitalar.

Ainda, de acordo com o reporte da CMB/SMPC, desde o inicio da pandemia, Barrancos registou 63 casos confirmados de infeção SARS-CoV 2/Covid19, dos quais 58 recuperados, tendo a lamentar três mortes.

Fonte: DGS, 15-02-2021
Fonte: CMB, 15-02-2021

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Ainda se celebra o Carnaval em Barrancos?

O Carnaval não tem tradição em Barrancos. Salvo o desfile escolar, este ano suspenso, e as brincadeiras recentes da Associação de Reformados, ou de um ou outro bar/café, também cancelados, nada mais havia que celebrasse o Carnaval ou Entrudo. 

Dantes havia o Baile de Carnaval, e uma ou outra iniciativa afim (vacada, por ex), promovida pela Comissão de Festas. As estudantinas, há décadas que se extinguiram.  Até o chilhadêro, parece estar a ficar esquecido. Se não estiver já!

Ah, ... recordo. Este sábado, dia 20, seria o Baile da Pinha. Mas está cancelado. Pela pandemia, ... e por ausência do Rei, que está no estrangeiro!

Fronteira de Barrancos/Encinasola - continua encerrada até 1 de março

Portugal e Espanha resolveram prolongar, pelo menos até 1 de março, os controlos na fronteira com as mesmas limitações aplicadas desde 31 de janeiro. O despacho do prolongamento das restrições foi publicado na passada sexta-feira, dia 12, que entra em vigor um dia antes de finalizar a ordem espanhola de estabelecer os controlos fronteiriços em conter a disseminação da pandemia de covid-19.

A fronteira de Barrancos/Encinasola continua com os controlos e aberturas parciais, para passagem de trabalhadores transfronteiriços, aplicados desde o passado dia 31 de janeiro, com horário antecipado de tarde. No caso, continua a ser possível circulações autorizadas entre as 7h00 e as 9h00 da manhã, e das 17h00 às 19h00 no final do dia (era das 18h/20h00).

fronteira Barrancos/Encinasola, na ponte do barranco de Pedro Miguel
(Fotos: Arquivo, eB, 31/01/2021)

domingo, 14 de fevereiro de 2021

COVID 19 - alterado o modelo de comunicação de leitura de contador de água em Barrancos

Comunicar a leitura através do telefone 285 950 630 ou email: cmb.slasc@cm-barrancos.pt 
(Fonte: CMB)
 

Combate aos Casamentos Infantis, Precoces e Forçados

Combate aos Casamentos Infantis, Precoces e Forçados, já tem grupo de trabalho, que tem como missão de "apresentar (..) até ao dia 31 de dezembro de 2021, sem prejuízo de eventual prorrogação, um relatório final - Livro Branco sobre PTN, com contributos e recomendações em matéria de prevenção e combate aos casamentos infantis, precoces e forçados".

(ver mais aqui - UNICEF)

sábado, 13 de fevereiro de 2021

COVID 19 - Direção-Geral da Saúde atualiza Estratégia Nacional de Testes

A Direção-Geral da Saúde (DGS) publicou, na passada sexta-feira, dia 12, uma atualização a Norma nº 019/2020 sobre a Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2 e da Norma 015/2020 sobre Rastreio de Contactos. 

Estas atualizações, que entram em vigor às 00.00 do dia 15 de fevereiro, intensificam a estratégia de testagem para controlar a pandemia COVID-19, alargando a utilização de testes rápidos de antigénio em Portugal. 

No atual contexto epidemiológico continuam a ser testadas todas as pessoas assim que desenvolvam sintomas suspeitos de COVID-19 e todos os contactos de alto risco e de baixo risco de um caso confirmado. Os contactos de caso confirmado devem ser testados com testes moleculares, que continuam a ser o método de referência para o diagnóstico de COVID-19. O isolamento profilático mantem-se de cumprimento obrigatório para os contactos de alto risco, independentemente do resultado dos testes laboratoriais. 

Para o controlo da transmissão comunitária, estão recomendados rastreios laboratoriais regulares nos concelhos com incidência cumulativa a 14 dias superior a 480/100.000 habitantes nos estabelecimentos de ensino secundário aos alunos, pessoal docente e não docente; nos estabelecimentos prisionais aos reclusos e profissionais; e nos contextos ocupacionais de elevada exposição social (nomeadamente, fábricas, construção civil, entre outros) aos respetivos profissionais. Nestas situações, devem ser utilizados testes rápidos de antigénio com uma periodicidade de 14/14 dias.

Adicionalmente, serão disponibilizados testes rápidos de antigénio nas Unidades dos Agrupamentos de Centros de Saúde e nas Unidades Locais de Saúde em todo o SNS, para todos os utentes com consulta presencial.

Nas instituições de apoio ou acolhimento a populações mais vulneráveis, nomeadamente Estruturas Residenciais para Idosos, Unidades da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, Instituições Sociais de Acolhimento e/ou Apoio Social e Centros de Acolhimento de Migrantes e Refugiados, devem ser realizados rastreios periódicos aos residentes, utentes e profissionais, de 14/14 dias, com TRAg.

Os resultados dos testes laboratoriais não dispensam o cumprimento das medidas preconizadas pelos profissionais de saúde e pelas autoridades de saúde, nem a importância da utilização de máscara, do cumprimento do distanciamento físico, da higienização frequente das mãos e da etiqueta respiratória no combate à COVID-19.

Mesmo as pessoas vacinadas contra a COVID-19 devem cumprir estas recomendações enquanto mais dados sobre a eficácia vacinal estão a ser estudados.

Aprovada a "1ª alteração ao regulamento do programa municipal Casa Jovem" de Barrancos

ver aqui a versão consolidada do programa
Fonte: CMB

Fronteira de Barrancos/Encinasola - com horário de tarde antecipado (passa para as 17h00 - 19h00)

A partir de dia 15, segunda-feira, a passagem nas fronteiras de Monção, Miranda do Douro, Termas de Monfortinho, Marvão, Mourão e Barrancos vai ter novos horários. 
O Governo decidiu alterar os horários dos Pontos de Passagem Autorizados (PPA) em seis das fronteiras com Espanha e vai abrir mais dois. A medida entra em vigor na próxima segunda-feira, dia 15 de fevereiro. 
Em comunicado, o Ministério da Administração Interna adianta que as passagens de Miranda do Douro, Termas de Monfortinho, Mourão e Barrancos, ficam com horário antecipado, mas só da parte da tarde. No caso, continua a ser possível circulações autorizadas entre as 7h00 e as 9h00 da manhã, e das 17h00 às 19h00 no final do dia (era 18h00-20h00).
Marvão sai da lista dos PPA permanentes, e passa a estar aberta nos dias úteis entre as seis da manhã e as 20 horas, sem interrupções. 
As fronteiras de Valença, Vila Verde da Raia, Quintanilha, Vilar Formoso, Caia, Vila Verde de Ficalho e Castro Marim vão permanecer abertas 24 horas por dia, sete dias por semana.
fronteira Barrancos/Encinasola
(Foto: Arquivo, eB, 01-02-2021)

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Tempo e temperatura - hoje saiu o sol em Barrancos!

Depois de cerca de 15 dias com chuva, nevoeiro ou céu encoberto, "saiu" o sol!
De manhã, às 7h30, com o céu ainda um pouco encoberto, a estação meteorológica de Barrancos, (EMB), registava 11,8ºC,  vento Oeste, com ligeira brisa, sem rajadas, 96% de humidade e 1022 hpa de pressão atmosférica.  À tarde, por volta das 14h00, o céu apresentava-se quase limpo, com 13,3ºC, vento Noroeste, 9,7 km/h, 95% de humidade e1023,59 hpa de pressão atmosférica.
Ainda, de acordo com a EMB, a precipitação acumulada é a seguinte: 2021: 175,8 mm; fevereiro: 120,2 mm (até 11/02/2021).
Vista de Barrancos,  12-02-2021, 7h20
Vista de Barrancos,  12-02-2021, 11h20
Vista de Barrancos,  12-02-2021, 12h00
Vista de Barrancos,  12-02-2021, 14h00
Vista de Barrancos,  12-02-2021, 15h35
Vista de Barrancos,  12-02-2021, 17h00