sábado, 10 de abril de 2021

Oferta da semana da Resialentejo!

Ao contentor verde, que já tínhamos há um ano, juntamos agora o azul e o amarelo. São três monstros que não cabem em casa, e muitos recusaram. Outros aproveitam para guardar comida para o gado. No campo.

Dizem que serve para o "sistema payt". Será mesmo?

contentores para reciclagem do lixo
(Fotos: eB, 09-04-2021)

Oportunidade - cedência de terreno para agricultura (horta)

Cede-se parcela de terreno agrícola com muita água, conhecida como horta do Côco, sob condição da sua manutenção. O terreno fica à entrada da Vila de Barrancos, junto ao quartel dos BVB. 
O/a interessado(a) deve entrar em contacto com o seu proprietário, através do tmv 965 425 928. 

zona aproximada da parcela de terreno a ceder
(Foto: eB, 08-04-2021)

sexta-feira, 9 de abril de 2021

COVID 19 - Relatório da DGS coloca Barrancos em situação de risco extremo

Segundo o relatório de situação da DGS, desta data, 9 de abril (foto1), com dados de incidência cumulada relativa 14 dias (24 de março a 6 de 2021), o município de Barrancos que há uma semana estava em "risco baixo a moderado" com "0" casos, passou para “risco extremo”, com uma incidência de 428 casos por 100 mil habitantes, que corresponde a sete (7) casos ativos. 

Entretanto, segundo o último reporte da CMB/SMPC, também de hoje, (foto2), o município de Barrancos regista, nesta data, oito (8) casos ativos, mais um que ontem, que corresponde a uma incidência de 490 casos por 100 mil habitantes.

Tendo em conta os dados dos casos ativos em Barrancos, registados todos desde o passado dia 2 de abril, o risco de transmissibilidade do vírus é muito elevado entre a população, faltando conhecer um outro indicador que o reporte da CMB/SMPC omite, o número de casos em vigilância ativa, que também estarão (ou devem estar) confinados, por contacto direto com caso confirmado. O relaxamento da população, por cansaço ou fadiga pandémica, começa a ser preocupante podendo ter consequências extremamente graves, tal como sucedeu no inicio de 2021, sem esquecer que estamos muito longe da chamada "imunidade de rebanho", devido ao atraso na vacinação.

Por último, ainda segundo os dados da DGS, o número de municípios que superam o limite de risco da covid-19 definido pelo Governo aumentou de 26 para 29 no espaço de uma semana. Os dados da DGS  revelam ainda que 112 municípios - mais de um terço do total - registaram um aumento da incidência da pandemia. Barrancos, com 428 casos foi um deles (hoje já são 490!), aproximando-se de Moura, com 459 casos, ambos muito acima do limite de risco de incidência fixado no plano de desconfinamento: 120 casos, por 100 mil habitantes.

foto1: Relatório DGS, 09-04-2021

foto2: Relatório CMB/SMPC, de 09-04-2021

foto3: mapa de riscos
(Fonte: Jornal de Negócios)

COVID 19 - estamos no segundo degrau do desconfinamento

Fonte: DGS

Quartel da GNR de Barrancos inaugurado hoje, a partir das 12h30

O novo quartel da GNR de Barrancos será inaugurado hoje, por volta das 12h30, com a presença do ministro da administração interna, Eduardo Cabrita.

As novas instalações da GNR, que resultaram das obras de remodelação do antigo quartel dos BVB,  tiveram um custo de 287 500 euros.

entrada principal do quartel da GNR de Barrancos
(Fotos: eB, 30-06-2020)


quinta-feira, 8 de abril de 2021

A entrevista do "Goucha" à Ana Ramos

Pode ver aqui a reportagem/entrevista de Manuel Luís Goucha à Ana Ramos, no programa "Goucha", que decorreu ontem à tarde, na TVI, a partir das 17h00. 

Na entrevista, em estúdio, a Ana conta "o que é que a encantou em José André (Zandre), artista plástico de Barrancos, com quem esteve casada durante 17 anos e o que está a fazer para honrar a memória do marido"

O José André Garcia, (Zé André ou Zandre), que o eB várias vezes divulgou, faleceu em Barrancos em 2017. 

Ana Ramos e Zandré, captura de imagem TVI

O problema das cancelas em caminhos reais

O problema da alegada usurpação de espaços e/ou caminhos reais ou vicinais por terceiros, já aqui tinha sido abordado.

Entretanto, veio agora a associação BTT Vereadas de Noudar denunciar publicamente um acidente ocorrido no passado domingo, dia 4 de abril. Um dos seus associados "tropeçou" contra uma cancela de rede "invisível", sem qualquer sinalização, colocada num caminho por donde sempre teria passado, "por sorte, para além da queda, só causou danos materiais".

Segundo a associação, este não terá sido o primeiro, mas o terceiro acidente com casos semelhantes, um dos quais com necessidade de tratamento hospitalar. 

De acordo com o comunicado que o eB teve acesso "a BTT Veredas de Noudar, faz um apelo às pessoas que fazem cancelas e vedações ilegais em acessos públicos e florestais, que pelo menos coloquem sinalização, para evitar acidentes mais graves ..." 

Se associação BTT tiver identificado esta e outras situações de alegada violação da lei deverá, depois de alertar os respetivos proprietários, que podem nem saber que estão em incumprimento, denunciar as mesmas junto das autoridades competentes: Município de Barrancos e ministério público (tribunal de Moura).

Recorde-se, como o eB já tinha divulgado há cerca de seis anos, "que a ocupação ou o encerramento de caminhos ou passagens, sendo consensualmente aceite e conhecido o seu uso pelas populações locais desde os tempos imemoriais", constitui um abuso e uma violação da lei, que deve ser denunciado, indo ao encontro da jurisprudência: o acórdão de 19/04/1989 do Supremo Tribunal de Justiça, num recurso sobre um caso semelhante, estabeleceu que são públicos os caminhos que, desde tempos imemoriais, estão no uso direto e imediato do público.”

cancela quase invisível no caminho
(Fotos: BTT Veredas de Noudar, 04-04-2021)

quarta-feira, 7 de abril de 2021

Barrancos - autorizada a reativação do mercado semanal (mercadilho), já este sábado, dia 10 de abril

Casas abandonadas, devolutas e em ruina - um problema para a segurança de pessoas e bens e salubridade pública

Sem comentários. Para que cada leitor/visitante do eB "ponha o seu", sabendo que na vila de Barrancos há mais casas como esta. Umas mais, outras menos, mas muitas...

Para além da péssima imagem de degradação que vemos, há o sofrimento dos vizinhos que vêm as suas casas prejudicadas sem que nada possam fazer, salvo reclamar! E pagar por isso.

Rua de Angola, troço entre o jardim-de-infância e a cooperativa/mercado
(Fotos: eB, 18-03-2021)

terça-feira, 6 de abril de 2021

COVID 19 - "Em Barrancos bastam dois casos para passar a linha vermelha"

Segundo a noticia de hoje da TSF "Barrancos tem quatro casos de Covid-19. Com mais dois, atinge os 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias definidos pelo Governo como limite para não desconfinar."

A afirmação está certa no numero de casos, nesta data, hoje, 6 de abril (4 casos ativos). Quanto à incidência por 100 mil habitantes,  tal como diz o coordenador da saúde pública do Baixo Alentejo, em Barrancos "bastam dois infetados para passar a linha vermelha". Ou seja, tendo em conta a população (1634 habitantes) estimada pelo INE, com dois casos positivos (infetados) o município de Barrancos, regista 122 casos por 100 mil habitantes, acima da "linha vermelha" fixada pelo governo. O problema é que Barrancos não tem dois, mas sim quatro positivos ativos, o que duplica a incidência e passa para 245 casos por 100 mil habitantes. Risco máximo e travão ao fundo no desconfinamento, na próxima quinzena, se não houver alteração legislativa nestes limites para os "pequenos concelhos", como reivindicam os autarcas.

Barrancos. foto: Artur Machado, Global Imagem, TSF

GNR de Barrancos já está nas novas instalações

O posto territorial da GNR de Barrancos já mudou para as novas instalações, na rua de Fontainhas, antigo quartel dos BVB.

aviso afixado nas antigas instalações, na R da Igreja
Foto: eB, 06-94-2021
para memória futura: "aqui funcionou o quartel da GNR de Barrancos até 05/04/2021"
(Foto: eB, 06-04-2021)

Covid 19 - Uso obrigatório de máscara na rua prolongado até, pelo menos, até 14 de junho

Pela Lei nº 13-A/2021, de 5/4, foi prorrogada a  vigência da Lei n.º 62-A/2020, de 27/10, renovada pela Lei n.º 75-D/2020, de 31 de dezembro, por um período de 70 dias.

Em consequência, continua a obrigatoriedade do uso de máscara para o acesso, circulação ou permanência nos espaços e vias públicas", até 14 de junho de 2021.



COVID 19 - Relatório da DGS mantem "0" casos em Barrancos, na semana em que regista quatro positivos

Segundo o relatório de situação da DGS, de ontem, 5 de abril (foto1), com dados de incidência cumulada relativa 14 dias (17 a 30 de março de 2021), o município de Barrancos continua em "risco baixo a moderado" com "0" casos. Contudo, esta situação já não corresponde à realidade desde 2 de abril, quando registou os primeiros dois casos positivos, depois de 30 dias com "zero" casos.

Entretanto, de acordo com o último reporte da CMB/SMPC, de 5 de abril (foto2), no município de Barrancos havia, ontem, quatro casos ativos, que corresponde a uma incidência de 244 casos por 100 mil habitantes, em risco muito elevado e com probabilidade de reversão do desconfinamento em curso, na próxima quinzena.

foto1 - Relatório DGS, de 05-04-2021

foto2 - ponto der situação de Barrancos.05-04-2021
(Fonte: CMB/SMPC)

(Fonte: Expresso, 04-04-2021)

segunda-feira, 5 de abril de 2021

Censos 2021: Cartas com códigos para responder pela internet começaram hoje a chegar às caixas de correio


Cerca de 11 mil recenseadores começaram hoje a entregar as cartas nas caixas de correio dos agregados familiares, que deverão começar a responder em censos2021.ine.pt a partir de 19 de abril, o dia censitário a que se devem referir todas as respostas.

Até 3 de maio, os cidadãos podem também responder aos questionários pela Internet ou pelos meios alternativos disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que incluem o número de telefone 210542021.

Em Barrancos, há dois recenseadores devidamente identificados, a distribuir as cartas com os códigos. Em caso de dúvida fale com eles, ou contacte a Junta de Freguesia de Barrancos: Telef. 285 958 121 ou jfregbarrancos@jfbarrancos.pt  

Amanhã, terça-feira, não há água a partir das 9h30...

(Fonte: CMB)

Oferta de emprego - Agrupamento de Escolas de Barrancos "procura" assistente técnico (m/f)

O Agrupamento de Escolas de Barrancos procedeu à abertura de procedimento concursal comum para recrutamento de um trabalhador/a na modalidade jurídica de emprego público por tempo indeterminado, para assistente técnico:

Mais informação em AE de Barrancos

Município de Barrancos abre concurso de empreitada para reabilitação de edifício destinado a Biblioteca Municipal e Centro Interpretativo do Barranquenho

Pelo anúncio nº 3431/2021, de 16/3, o município de Barrancos abriu concurso publico para a "empreitada de Obras do Plano de Ação de Regeneração Urbana do Município de Barrancos 3ª Fase - Reabilitação de um edifício público, destinado à instalação da Biblioteca Municipal e Centro Interpretativo do Barranquenho", tendo como valor base  € 236 919,45 (sem IVA).

Segundo o anuncio, as propostas deveriam ser apresentadas até às 18h00 do 21º dia a contar da data de envio do presente anúncio, ou sejam até, ao dia 15 de abril de 2021.

Entretanto, dois dias depois foi publicado o aviso de prorrogação de prazo n.º 512/2021, de 18/3, esclarecendo o prazo de apresentação das propostas, passa a ser "até às 18h00 do 23º dia a contar da data de envio do presente anúncio", ou seja, passa do dia 15 de abril, para o dia 23 de abril de 2021!

Ainda de acordo com os anúncios, os novos equipamentos culturais a criar ficarão instalados no antigo edifício do centro de saúde de Barrancos (casa apalaçada), que foi objeto de obras de recuperação dos telhados em 2014, para albergar o ex-CLDS Barrancos, que ali funcionou até finais de 2018. Neste edifício tem a sede a CPCJ de Barrancos.

antigo centro de saúde de Barrancos
(Foto: Arquivo, eB, 2018)

Fronteira de Barrancos/Encinasola - passaram 1983 pessoas e 25 ficaram retidas

Segundo o Balanço do controlo nas fronteiras terrestres pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e pela Guarda Nacional Republicana, na fronteira de Barrancos/Encinasola foram controlados 1983 cidadãos, dos quais 25 viram recusada a passagem, no período de 31 de janeiro a 3 de abril de 2021.

Fronteira de Barrancos/Encinasola (sentido Encinasola/Barrancos)
(Fotos: Arquivo, eB, 01-07-2020)

domingo, 4 de abril de 2021

COVID 19 - esplanadas reabrem amanhã e podem funcionar até às 22h30, mas aos fins-de-semana e feriados fecham às 13h00

Foi publicado o Decreto nº 6/2021, de 3/4, que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República, para o período de 5 a 15 de abril de 2021.

Segundo o decreto, os estabelecimentos de restauração e similares, ou seja restaurantes, cafés ou confeitarias, estão autorizados a reabrir esta segunda-feira, 5 de abril, podendo funcionar até às 22h30 nos dias úteis. Mas aos sábados, domingos e feriados o horário “encolhe” para as 13h. E continua proibida a venda/consumo ao balcão ou no interior do estabelecimento. Tudo, ao ar livre.

esplanada do restaurante "A Esquina", Barrancos
(Foto: Arquivo, eB, 2017)


Ana Ramos no programa "Goucha", TVI

A Ana Ramos, que o eB tem acompanhado, vai estar esta quarta-feira, dia 7 de abril, às 16h00, no programa "Goucha", da TVI, para uma conversa com o Manuel Luís Goucha.

(daqui)

Programa de Emergência Social 2021 - abertas candidaturas para apoios às famílias/empresas - de 5 a 9 de abril

Fonte: CMB

sábado, 3 de abril de 2021

Fronteira de Barrancos/Encinasola continua encerrada até 16 de abril

Segundo a decisão do governo espanhol, hoje publicada no BOE, o controlo de fronteira terrestre entre Portugal e Espanha, é renovado a partir das 00h00 do dia 6 de abril, até às 23h59 do dia 16 de abril de 2021.
Entretanto, pelo despacho nº 3516-A/2021-MAI, de 4/4, foi prolongado o controlo fronteiriço, entre Portugal e Espanha, até às 23h59 de 15 de abril de 2021 - um desfasamento de 24h em relação ao governo espanhol!
Ponte do barranco de Pedro Miguel, raia fronteiriça
(Fotos; Cortesia leitor eB, 08-04-2020)

Aberto procedimento de candidatura ao "programa municipal de apoio aos desempregados" - até 16 de abril

(Fonte: CMB, consultada em 31/03/2021)

IRS 2021 - sem qualquer custo, pode consignar IRS/IVA ao Lar Nossa Senhora da Conceição de Barrancos

(mais informação LNSCB)

Aditamento - esclarecimento sobre a situação dos BVB
Para esclarecimento das duvidas que terão surgido a propósito da consignação de IRS e IVA à AH-BVB, o eB, ouvido o presidente da direção da associação, informa o seguinte:

A AH-BVB já requereu a consignação do IRS/IVA, tendo o pedido sido deferido pela Autoridade Tributária, mas só poderá ser aplicado em 2022.  Ou seja, a AH-BVB só pode beneficiar deste apoio na "campanha" de IRS de 2022, relativa aos rendimentos de 2021.

Por esse motivo, o presidente da AH-BVB recomenda que os contribuintes não coloquem o NIF da associação dos BVB nas declarações fiscais de 2021, porque este alegado "donativo", que se agradece, será automaticamente anulado pela Autoridade Tributária. 

sexta-feira, 2 de abril de 2021

COVID 19 - Barrancos já está no mapa - poderá este surto "suspender a reabertura" prevista para 15 de abril?

A vila de Barrancos registou hoje dois casos de infeção Sars-Cov2 Covid19, sendo expetável mais casos nos próximos dias. Com estes casos ativos, o município de Barrancos passa de "0"  para 120 casos/100 mil habitantes, elevando a situação para "risco moderado". 

Segundo o mapa oficial de risco, ao município de Barrancos "bastam" quatro casos ativos para que o risco suba logo acima dos 240 por 100 mil habitantes, o que poderá travar o desconfinamento previsto para o dia 19 de abril.

Recorde-se que o município de Barrancos estava com "zero casos ativos"desde o passado dia 1 de março. E zero casos novos desde 20 de fevereiro!

Relatório de Situação CMB/SMPC, de 02-04-2021

COVID 19 - Risco elevado de Moura "fecha" também Barrancos?

Se Moura não "abrir", Barrancos, enquanto vizinho, ficará "fechado"! Ninguém poderá sair, nem por Mourão, que está na mesma que Barrancos? E a fronteira continua fechada!

Entretanto, uma má notícia: segundo consta, haverá já dois (ou três) casos de infeção confirmados por testes rápidos, que deverão ser registados oficialmente pela DGS, talvez ainda hoje. Mais, devido a esses casos, a creche teve de encerrar ontem.
Em resumo, voltamos a janeiro/fevereiro. Outra vez...!
(jornal "Público", de 02-04-2021)

Autárquicas 2021: Candidata do PSD/CDS-PP quer fixar mais jovens em Barrancos

Segundo a Rádio Pax, a candidata da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Barrancos, Dalila Guerra, afirmou que quer “combater o despovoamento e promover a fixação de jovens” neste concelho do distrito de Beja, de maioria PS.

A cabeça-de-lista assumiu que se volta a candidatar nas eleições deste ano por entender que Barrancos “precisa de mudança.
Dalila Guerra e Rui Rio, líder do PSD
(Foto: RadioPax)

Contributo para a História de Barrancos (XVI) - o saneamento básico

Mais um contributo (XVI) para a história de Barrancos, de José Peres Valérioque o eB publica, abaixo, com a autorização/cortesia do seu autor:

"Citando Jaime Salter, escritor: A vida passa e o homem olha para ela reconstruindo-a com a memória.

Tomando esta frase, passo a descrever mais um contributo, que me vem à memória, desta vez sobre salubridade pública.

O saneamento básico está relacionado com a prevenção e controlo de doenças transmissíveis, diretamente confrontado com os elementos básicos (ar, água, alimentos, etc.); qualidade do que é saudável e higiénico; conjunto das condições favoráveis à saúde.

Não é fácil, nos tempos que correm, alguém (chegado exausto a casa, depois de um dia de trabalho) imaginar querer tomar um duche ─ ou defecar ─ e não ter instalações sanitárias para o fazer. Dir-se-ia: nem passa pela cabeça dos mais distraídos. Porém, este martírio aconteceu. Nem sempre houve essa regalia na nossa terra, bem como nas províncias deste país,  à exceção das grandes cidades, que cedo possuíram este bem.

Em Barrancos até à década de 1960 inclusive, pouco ou nada se respeitou aquele princípio, pelo então Estado Novo. Senão vejamos: para melhor entendimento dividi os habitantes em três classes sociais.

1  - os abastados, grandes senhorios com “palácios” e latifúndios;~
2 - os menos abastados (pequenos agricultores) que possuíam o minifúndio, vivendo da exploração das terras, e os comerciantes;
3 - a pobreza grosso da população, que nada tinha e trabalhava para os primeiros e, às vezes, para os segundos.

Os primeiros desfrutavam de condições sanitárias suficientes para possuírem casas de banho com banheira ou chuveiro, com água acarretada pelos criados. Algumas das casas dos segundos, tinham também condições, mas, nem todos tinham casa de banho. E os pobres, nada tinham. Uns pela exiguidade da habitação. Outros por força das condições do terreno eram impedidos de ter os esgotos ligados à diminuta rede de escoamento existente na vila. A higiene, a que qualquer ser humano tem direito, não estava acessível a todos. Algumas casas, poucas, tinham atrás da porta de entrada um cano que era ligado a uma fossa séptica (a maioria nem sabia o que era) que algum vizinho, dono de curral confinante à casa, autorizava a ligação. A população pobre, (face às dificuldades com que deparava, com os parcos soldos que usufruía, quando usufruía) não possuía dinheiro para se poder ligar ao sistema público. Sem esgotos, não tinham outros meios senão utilizarem bacios ou latas para defecar e outras necessidades. Banhos, utilizavam uma paneira (recipiente em zinco) ou alguidar e aí faziam a sua higiene, porque água canalizada, nem sonhar. Mas, pergunta-se: Onde depositavam as pessoas os dejetos? Pergunta pertinente. Resposta difícil.

Na periferia da vila, muito próximo das habitações. Algumas ruas com casas de um lado e lixeira do outro. Existiam estrumeiras a céu aberto que recebiam todos os excrementos (humanos e de outros animais) e lixos de toda a natureza. Expostas a contaminações de toda a espécie sem que houvesse solução para a eliminação deste mal. Como os animais de carga (cavalar, muar e asinino) predominando os últimos, as ruas eram varridas por gente que apanhava o estrume dos animais que defecavam, no trajeto de e para as casas, ficando as ruas limpas sem qualquer custo para o erário público. Para a deposição deste estrume, estas pessoas tinham estrumeiras fora da vila que vendiam na época da fertilização das terras.

Entretanto, nas casas exíguas e nalgumas dos menos abastados, também existiam cabanas para os animais citados. Utilizavam a porta principal em virtude de não possuírem saídas para outras ruas que dessem acesso aos quintais, logo, às cabanas. Pela única porta, entravam e saiam. Além de os animais, as brasinas (género de alcofa em malha de cordel) com palha; lenha; fenos para alimentação dos animais; estrume; etc. tudo passava pelo corredor da casa.

Casas havia, dos mais desfavorecidos, que tinham galinhas para alimentação da família, que andavam todo o dia na rua. Bicando aqui e ali até à tardinha que se recolhiam no quintal ou cabana.

Felizmente hoje temos todas as condições de salubridade pública necessárias, ainda que, como consta nos censos de 2001, houvesse 20 alojamentos sem retrete e 98 sem banho ou duche. Pelo feito, congratulamo-nos com este bem e com a água canalizada, que o 25 de Abril de 1974 nos trouxe. Sim, porque foi após o advento desta data que as Câmaras começam a receber transferências da Administração Central para obras destinadas à salubridade pública.

Sem saudosismo, considero ser de alguma importância citar: olhar o presente, pensando no futuro sem esquecer o passado.

Barrancos, 28/02/2021 – ass) José Peres Valério"

Remodelação das condutas de água de Barrancos
Foto: Arquivo, eB)

quinta-feira, 1 de abril de 2021

Criada a "Fêra/festa do Presunto de Barrancos e da carne de tôro frita com tomate"

A comissão de Festas e a câmara municipal, perante o impasse derivado da Pandemia Covid19, resolveram criar a "Fêra/festa do Presunto de Barrancos e da carne de tôro frita com tomate", para realizar já este ano 2021. Este novo mega evento, mais "cultural, tauromáquico e gastronómico" substitui a partir de agora a tradicional e centenária fêra/festa de Barrancos, que se realizava em agosto, e a mais recente, a expoBarrancos - Feira do Presunto e dos Chouriços de Barrancos, que tinha abril como data móvel. 

Segundo o presidente da comissão de festas, ouvido pelo eB, esta decisão "é um sonho de menino, que agora se concretiza", concentrando a "realização conjunta de dois grandes 'inventos' (sic) culturais numa mesma data, com mais tempo de duração e evitando o desperdício"!

Para o presidente da câmara, ouvido por skipe pelo eB, "este projeto já há muito que estava pensado, tendo surgido num daqueles dias de fêra, enquanto petiscávamos o prato típico da época: a carne de touro frita com tomate". Ainda, segundo o presidente da câmara, "esta fusão de acontecimentos tradicionais poupa milhares de euros aos contribuintes, e evita a deslocação das orquestras espanholas que participavam nas ´expoNoites', e  quatro meses despois vinham aos bailes do quintalão".

Entretanto, soube o eB que a assembleia municipal, reunida telematicamente via zoom na semana passada, aprovou o calendário da "nova" fêra/festa que terá o feriado municipal (28 de agosto) no meio, e não no primeiro dia. Ou seja, a fêra irá começar a 25 de agosto e vai até ao dia 32 que, como todos sabemos, é já 1º de setembro, "dia que era aproveitado pela nova comissão para prolongar a festa, e desta forma passa a dia festivo, oficialmente", disse o presidente da assembleia municipal, no intervalo de uma outra assembleia-geral, que preside.

Aguardemos a qualquer momento a divulgação do programa da primeira edição da "Fêra/Festa do Presunto de Barrancos e da carne de tôro frita com tomate", acompanhada do cartaz que está a ser secretamente "confecionado pelo publisher local", como habitualmente, mas a partir d'agora "será em barranquenho, para celebrar o património linguístico", disse a vereadora que trata dos assuntos das tradições e dos divertimentos locais, ouvida pelo eB

(fac-simile do cartaz oficial em elaboração, que o eB conseguiu "roubar" num descuido do publisher,
 quando se encontrava a tomar o chá da manhã)

quarta-feira, 31 de março de 2021

CPCJ Barrancos - promove "Abril - mês da prevenção e dos maus tratos na infância"


Bebé de Barrancos nasce na ambulância dos BVB

De acordo com a informação dos BVB, "hoje, 31/03/2021, pelas14h15, nasceu na nossa ambulância a Iara"!
Muitos parabéns aos papás! E, claro, ao pessoal, BVB e SIV Moura, que prestaram apoio no parto.

BVB e SIV de Moura, com a mamã, a bebé e o pai ao fundo (esq)
(Foto: Cortesia, BVB, 31-03-2021)

Tauromaquia ao postigo… Não obrigado!

Na sua crónica habitual na revista online toureio.pt, do passado dia 23 de março, António Tereno, glosando a famosa "venda ao postigo", começa por explicar que a tauromaquia "não pode viver de migalhas, que não resolvem nada". 

Para o António Tereno, as "organizações representadas na Prótoiro devem organizar um Programa de Recuperação da Tauromaquia, com o efetivo envolvimento de todos os agentes da Festa", os artistas: toureiros, cavaleiros, forcados, ganadeiros, empresários, aficionados e todos aqueles que vivem e contribuem para a grandeza da arte taurina".

terça-feira, 30 de março de 2021

COVID 19 - Relatório DGS "acolhe" oficialmente os "zeros casos" de Barrancos que reportam a 1 de março

Segundo o relatório de situação da DGS de ontem, 29 de março (foto1), com dados de incidência cumulada relativa 14 dias (10 a 23 de março de 2021), o município de Barrancos continua em "risco baixo a moderado", com "0" casos, situação que se regista desde o passado dia 1 de março. 
Entretanto, de acordo com o último reporte da CMB/SMPC, de 1 de março (foto2), desde o inicio da pandemia Barrancos registou 75 casos confirmados de infeção SARS-CoV 2/Covid19, com 72 recuperados, tendo a lamentar três mortes.

foto1 - Relatório DGS, de 29-03-2021
foto2 - Relatório da CMB/SMPC, de 01-03-2021