quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Centros de saúde podem ter mais serviços - pediatria pode ser um deles

O Simplex na Saúde, em preparação pelo novo governo, que visa o reforço (regresso às bases) dos cuidados primários, vai ao encontro das aspirações das populações do interior que ficam longe dos hospitais. De acordo com este programa, os centros de saúde "deverão ter mais serviços, em áreas como a pediatria, psicologia, nutrição ou até alguns exames."
Algumas destas medidas preconizadas no Simplex Saúde, há anos que são reivindicadas pela Câmara de Barrancos no âmbito do seu programa intervenção municipal na Saúde (PIM-Saúde), que tem como objetivo o reforço da assistência médica em Barrancos.
Segundo o PIM-Saúde de Barrancos, o ministério da Saúde, através da Administração Regional de Saúde do Alentejo, deverá garantir a "colocação de segundo médico (vaga em aberto), o prolongamento do funcionamento do centro de saúde até às 20-22 horas, e a possibilidade de consultas de especialidades (p.ex. pediatria)". No centro de saúde de Barrancos, recorde-se, podemos encontrar desde há cerca quatro anos, consulta de psicologia (3ª feiras, das 14-17h30), mas para uma consulta de pediatria há necessidade de deslocar-se até Beja (110 km), e quase sempre "num consultório privado, a pagar entre 60 e 80 euros...".
Saliente-se que estas reivindicações de Barrancos foram também transmitidas pessoalmente pelo presidente da câmara, António Tereno, ao ministro da Saúde, Paulo Macedo, aquando da inauguração das novas instalações do centro de saúde, em 28 de novembro de 2011.
in Expresso, de 05-11-2015
PIM-Saúde (CMB, Orçamento GOP, PPI, 2013, pág, 18)