quarta-feira, 6 de junho de 2018

Investigadora Dulce Simões procura elementos sobre o cante alentejano em Barrancos

No âmbito do projecto de investigação "A cultura expressiva na fronteira luso-espanhola" a professora e investigadora Dulce Simões, amiga de Barrancos, tem estudado e acompanhado as actividades dos grupos corais da raia do Baixo Alentejo 
Do trabalho desenvolvido pela Dulce Simões destaca-se, para além de artigos publicados: 
- O Livro/CD "Luar da Meia Noite" (2017) do Grupo Coral Os Arraianos de Ficalho;
- O acompanhamento do Grupo Coral Feminino "Vozes de Barrancos" desde a sua formação em 2015;
- O registo audiovisual da Homenagem ao Cante Alentejano na ExpoBarrancos de 2015, na qual se estreou o Grupo Coral Misto "Filhos da Terra" coordenado por Carlinda Marcelo;
- Videoclips de duas modas do Grupo Coral Os Arraianos de Barrancos, com Barrancos és minha terra e Castelo de Noudar;
No âmbito do Plano de Salvaguarda da UNESCO é urgente recuperar a história e a memória do Cante Alentejano em Barrancos para as gerações futuras, por meio de entrevistas e pesquisa documental junto de cantadores dos grupos corais da Casa do Povo e dos Arraianos.  Para este trabalho, a investigadora parte de uma entrevista realizada em Junho de 2014 ao Mestre Chicuelo, recolhendo modas, fotografias dos grupos, noticias de imprensa, cartazes e documentos referentes à participação em diversos espectáculos. 
Para dar continuidade ao projeto, neste aso concreto sobre Barranco, a investigadora Dulce Simões solicita a colaboração de todos aqueles que queiram disponibilizar informação e documentação para esta história colectiva. O/a interessado, pode contactar diretamente a investigadora Dulce Simões, através do seu email mariadsimoes@gmail.com 
"Barrancos Canta", (s/d) do Grupo Coral da Casa do Povo de Barrancos


Sem comentários: